Na região do Cuango: Estrada com diamantes “clama” há décadas pelo asfalto

A população do município do Cuango, província da Lunda-Norte, reclama há décadas pelas péssimas condições em que se encontra a estrada principal que liga a sede do município do Cuango à Vila de Cafunfo, numa extensão de 50 quilómetros e atribuem a culpa à empresa diamantífera “Sociedade Mineira do Cuango” de ser responsável pela degradação do traço.

Nem os partidos políticos nem a empresa “Sociedade Mineira do Cuango”  se pronunciaram sobre o assunto.

Os populares entendem que, a região do Cuango é muito rica em diamantes, mas os seus habitantes vivem numa “indigência”. Para os residentes do Cuango e Cafunfo, a extracção dos diamantes que têm ceifado vidas de cidadãos garimpeiros, “só tem enriquecido os estrangeiros e alguma elite angolana” referiu.

A referida estrada, como ilustra a imagem, “é um autêntico perigo” para os automobilistas que lá circulam, dizem os homens do volante, situação que se agrava nesta época em que as chuvas caem com muita intensidade.

Entretanto, nos dia 23 e 26 de Dezembro deste ano, a via registou muitos incidentes que resultaram no capotamento devido a buracos. Entre as viaturas que acidentaram, conta um camião contentorizado sem causar danos humanos.

Segundo uma fonte da Administração Municipal do Cuango contactada pelo O Decreto que prefere anonimato, refere que o Governo Provincial da Lunda-Norte, “não quer pôr mãos nesta estrada, a culpa é da empresa Sociedade Mineira do Cuango (SMC) que se faz de boa gente aos gestores do município sem olhando a população”.

O cidadão André Manecas, disse que “tanto a empresa Sociedade Mineira do Cuango assim como o Governo Provincial, são todos farinha do mesmo saco”, frisou, alegando que “é uma empresa que tem empobrecido as famílias desta região do Cuango”.

Para a população do Cuango e Cafunfo, a empresa Sociedade Mineira do Cuango “nada faz de bem, senão a criação de buracos na via por onde passam a procura de diamantes”, afiram, acrescentando que “quando o Governador Ernesto Muangala vem à Vila de Cafunfo, se vem de avião, utiliza a via da empresa com seus comparsas”, afirmam.

Estrada dos políticos
Para além da via “degradada” que é utilizada pela população, os responsáveis da empresa Sociedade Mineira do Cuango, governantes, altas patentes da Polícia Nacional e políticos ligados ao partido no poder, passam pela via asfaltada sempre que pretenderem se deslocar para o sector de Cafunfo ou ao município do Luremo.

“Esta estrada dos políticos nenhum cidadão comum é permitido lá circular, quem assim o fizer corre o risco de ser morto pelos seguranças da empresa que controla os diamantes aqui”, disse um dos cidadãos.

Na sede do sector de Cafunfo, a população diz desconhecer o que tem sido feito com o dinheiro do Orçamento Geral do Estado (OGE) por parte do administrador local. “Aqui as ruas estão cada vez mais intransitáveis e não sabemos aonde vão os dinheiros dos diamantes e das receitas locais, e o que fazem com esses valores?”, questiona o cidadão Dinis Armando Mangueia.

O Decreto