Manifestações a vista no país

Os protestos começam neste sábado, 18, em na Província de Benguela, onde os activistas saem as ruas, para se manifestarem contra o que chamam de aglomerados das mais de 100 famílias desalojadas do bairro das Salinas, arredores da cidade de Benguela, quando o governador provincial, Rui Falcão, mostra-se incompetente e diz que o assunto foi entregue às entidades competentes.

Outro protesto está previsto para sexta-feira, 31, deste mês na Província do Zaire, Município do Soyo com vista a exigir a exoneração da Administradora Municipal Lúcia Tomás.

Para o mês de setembro está prevista nos dias 20 e 21, uma mega manifestação contra o desemprego.

Recorda-se que nos últimos mês muitas manifestações em Angola foram reprimidas pelas autoridades angolanas, dando nota negativa a governação de João Lourenço que supostamente dá mas abertura das liberdades comparativamente ao seu antecessor Eng. José Eduardo dos Santos.

João Lourenço tem desde o inicio do seu mandato, instrumentalizando a justiça a seu favor, segundo o jurista Pedro Kaprakata se no passado os jovens eram detidos e levado até ao 44, agora os jovens que se manifestam são presos e condenados imediatamente.

O Decreto