De quem são os milhares de dólares encontrados na África do Sul?

A UNITA, maior partido na oposição angolana, considera escândalo financeiro e exige esclarecimentos sobre as mais de 40 caixas de dólares divulgadas na redes sociais, supostamente pertencentes a entidades angolanas. O porta-voz daquele partido, Marcial Dachala, apela que se faça investigações e se responsabilize as entidades envolvidas no referido escândalo.

Segundo Dachala, o aparecimento das mais de 40 caixas de dinheiro divulgadas na redes sociais supostamente pertencente a entidades angolanas é mais um escândalo nacional onde podem estar envolvidos altos dirigentes angolanos: “seja ele quem for , isso é um escândalo, não tem outra classificação, é um escândalo” disse

Marcial Dachala diz que deve ser feito uma investigação imparcial para que se responsabilize as entidades envolvidas no referido escândalo: “é bom que as autoridades investiguem  e se comprove de quem é este dinheiro, e se se comprovar que este balúrdio que anda pelas redes sociais pertence a um dirigente angolano esse deve ser um dos melhores clientes da PGR e nós vamos acompanhar” disse.

O Decreto tentou contactar o Serviço de Investigação Criminal (SIC), mais sem sucesso. Também não atendeu o nosso telefonema o procurador Álvaro João, porta-voz da PGR e Albino Carlos do MPLA.

O Decreto