João Lourenço quer jovens com comportamento exemplar em todos os domínios da vida

MENSAGEM DO CHEFE DE ESTADO, POR OCASIÃO DO 14 DE ABRIL, DIA DA JUVENTUDE ANGOLANA.

Nesta data em que se comemora o 14 de Abril, dia consagrado à juventude angolana, felicito e saúdo a todos os jovens angolanos, de Cabinda ao Cunene.

Reconhecemos o papel de destaque que os jovens angolanos desempenharam ao longo da nossa história desde a luta pela conquista da nossa Independência Nacional e defesa da Soberania, o seu papel na edificação do Estado Democrático e de Direito, assim como no processo de  Reconstrução Nacional.

O grande desafio de hoje é o combate contra o novo corona-vírus, que se expandiu à escala planetária e ganhou a dimensão de pandemia, a que se convencionou chamar de  Covid-19.

Angola fez um esforço considerável no asseguramento dos meios de biossegurança, na capacitação do pessoal médico e para-médico, foram feitos importantes investimentos em infra-estruturas hospitalares, com um crescimento significativo do número de leitos e de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

Novo investimento está a ser feito na aquisição das vacinas, para imunizar grande parte da população adulta, com destaque para os grupos de risco. 

Mas todo este esforço do Executivo e sacrifícios da população ao longo de mais de um ano, pode ter sido em vão, levando-nos de novo ao confinamento e ao Estado de Emergência, se deixarmos de usar a máscara, se deixarmos de higienizar as mãos com frequência, se deixarmos de cumprir com o distanciamento social recomendado e não evitarmos as grandes aglomerações de pessoas.

Nesta luta contra a pandemia do Covid-19, como em outros grandes desafios que a nação enfrentou e venceu, contamos também com o sentido patriótico do jovem angolano, que acreditamos que vai cumprir com as recomendações das autoridades sanitárias no que diz respeito às medidas de biossegurança.

O comprometimento dos jovens com a luta contra a pandemia pode contribuir expressivamente para a redução da probabilidade de alastramento da contaminação pelo novo corona-vírus. 

Resistamos pois  à tentação das festas, das praias e outras actividades temporariamente desaconselhadas, para que possamos preservar as nossas vidas e a do próximo, por muitos anos vindouros.

Somos parte da luta que todo o planeta leva a cabo contra esta pandemia, temos a obrigação de ir até ao fim, sem baixar a guarda antes da vitória que nos parece estar próxima.

Exorto a todos os jovens angolanos a ter um comportamento exemplar de bons cidadãos em todos os domínios da vida, mas muito em particular no que diz respeito ao Covid-19.

O Decreto

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.